O meu jeito favorito de aprender Inglês

O que você achou disso?

5 / 5. 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Eu amo praticar meu inglês com Podcasts, talvez seja por isso que eu amo produzir o meu diariamente… assim, me sinto mais próximo de você!

Ontem, eu levei minha filha para um parque de diversões para comemorar o birthday dela de 3 aninhos, e como de costume nas viagens da nossa família, nós vamos ouvindo as músicas da minha esposa (sertanejo sofrência, funk e outras coisas que ela adora) e na volta pra casa o rádio é liberado para eu ouvir meus podcasts.

Então, na noite de ontem vim o caminho todo ouvindo o Nerdcast Speak English 46 onde eles falam sobre expressões idiomáticas e a famosa questão do traduzir ao pé da letra.

Quero compartilhar com você hoje tudo que eu aprendi e também, coisas interessantes que eu já conhecia mas que talvez você não conheça, bora começar os estudos da semana então?

A primeira expressão idiomática que eles falaram foi o BEAT AROUND THE BUSH que se for traduzido ao pé da letra significa BATER AO REDOR DA MOITA, lógico, que não tem nenhuma relação com a tradução oficial.

Você deve usar essa expressão quando quer que alguém pare de enrolação para contar algo, olhe este exemplo:

Stop beating around the bush and tell me who you kissed in the party.
Pare de enrolação e me conta quem que você beijou na festa.

Logo na sequência os caras ensinaram o CUT TO THE CHASE que é tido quase como que um sinônimo do BEAT AROUND THE BUSH, basicamente a tradução dele é VÁ DIRETO AO PONTO.

Você usa também quando alguém está enrolando pra contar alguma coisa e você apressa a pessoa, como no exemplo abaixo:

I know that she didn’t like your parents, cut to the chase.
Eu sei que ela não gostava dos seus pais, vá direto ao ponto.

Você está anotando ai no seu English Notebook? I hope so VPFIer!

Eu uso demais essa expressão que eles ensinaram na sequência, TO MAKE A LONG STORY SHORT, eu sou terrível pra contar histórias, eu resumo tanto, mas tanto, mas tanto que parece que não há detalhes no que eu falo, sou o mais objetivo possível MAKING A LONG STORY SHORT.

Vou entregar aqui um exemplo de uso pra você também com essa expressão então:

To make a long story short, they didn’t break up because of her neighbor.
Resumindo, eles não terminaram por causa da vizinha dela.

Nossa, essa daqui foi tão boa que eu quase parei o carro pra anotar no meu English Notebook, GOOD VALUE FOR MONEY, ao pé da letra seria algo como BOM VALOR POR DINHEIRO mas o real significado se algo tem GOOD VALUE FOR MOEY é que o item em si mencionado tem um BOM CUSTO BENEFÍCIO.

Eu nunca tinha visto isso antes, aprendi ontem, e acredito que você também não, né? Aprendeu agora! Olha o exemplo:

I only bought two laptops because he showed me a good value for money.
Eu só comprei dois notebooks por que ele me mostrou um bom custo benefício.

Esse daqui foi legal aprender também, eu sempre vi ALLOWANCE sendo usado como MESADA maaaas, ontem, aprendi um novo uso pra ela que é muito interessante.

Sempre que você precisar de uma AJUDA DE CUSTO com alguma coisa, você pode usar esse termo, por exemplo:

TRIP ALLOWANCE – Ajuda de custo para viagem
MEAL ALLOWANCE
– Ajuda de custo com refeição
RENOVATION ALLOWANCE – Ajuda de custo com reforma

Anotado no meu English notebook sem dúvida!

Já está acabando, só elenquei mais 3 aqui pra te ensinar e ai você pode falar que a segunda-feira do Inglês #táPaga

Esse não é novidade pra mim, mas talvez seja pra você, a palavra STRAW pode significar CANUDO ou PALHA, porém, na expressão THE LAST STRAW significa A GOTA D’AGUA, relação zeeeero, não é?

Bora contextualizar com uma frase então:

I can’t believe she said that about my podcast, it was the last straw.
Eu não acredito que ela disse isso sobre meu podcast, essa foi a gota d’agua.

Essa expressão agora você vai gostar de aprender, pra falar sobre as pessoas que amam fazer TEMPESTADE NUM COPO D’AGUA. Se você pensou em glass of water já errou, na verdade o equivalente aqui é STORM IN A TEACUP, ou seja ao pé da letra é a tempestade numa xícara de chá.

She creates a storm in a teacup for no reason, she just wants attention.
Ela cria uma tempestade num copo d’agua sem motivo, ela só quer atenção.

Caraaaamba, vamo fechar esse conteúdo agora? Ficou mais longo do que eu esperava…

Esse daqui me surpreendeu, eu já conhecia uma parecida que era aquela música do System of a Down B.Y.O.B que é BRING YOUR OWN BOOZEé o famoso traga sua própria birita.

Quando eles falaram esse B.O.G.O que significa buy one get one eu lembrei dela na hora, e me lembra também do nome da minha escola né, VPFI que é Você pode falar Inglês.

Bom, é isso, agora eu vou aproveitar a segunda-feira pra começar a fazer o E-book do Desafio Pedagógico… nos próximos dias não pretendo fazer conteúdos tão longos, mas mesmo assim, gostaria do seu feedback!

Qual é um tempo médio aceitável para um conteúdo diário pra você?

Já ouvi podcasts de mais de 4h de entrevista e lógico, faz muito mais sentido para o formato de entrevista, mas nesse meu formato pedagógico acredito que não devo me alongar mais que 20 minutinhos, mesmo assim quero sua real e sincera opinião sobre a duração, okay?

Aproveite ai a segunda-feira VPFIer, até amanhã e qualquer coisa já sabe onde me encontrar, me chama lá no WhatsApp!

Bye bye for now!

continue estudando

Deixe um comentário